20/12/2015

Marítimo,1 - União,0

Mais uma vitória, absolutamente necessária para manter viva a chama do título. O golo apareceu, por Alexandre Sousa, de cabeça, quando mais era necessário, a alguns minutos do intervalo. Apesar do (quase) sentido único do jogo, a escassez do resultado obrigou a algum sofrimento, até ao fim, com a possibilidade, sempre presente, de um qualquer assomo unionista permitir a chegada ao golo. De salientar os dois golos anulados ao Marítimo, vários falhanços e uma bola ao poste, por Simão.

Um dos golos anulados (ver aqui) foi mal anulado. Como se verifica no video, há um defesa unionista (7) que - sem qualquer participação no lance que ocorre uns metros à sua frente - cai no chão, empurrado - é muito claro - pelo seu guarda-redes. Este último nunca conseguiria a disputar o lance, por atraso e por ter chocado com o colega provocando a sua queda. Francisco Vieira, sem oposição, fez um golo "limpo".

14/12/2015

Barreirense,1 - Marítimo,7

Resultado ao intervalo: 1-3. Marcaram: João Freitas (2), Chico Oliveira, Alexandre (2), Sérgio e Simão.

10/12/2015

Marítimo,9 - CFFM,0

Mais um resultado volumoso que faz chegar a 25 golos a vantagem no goal-average total sobre o Nacional (+54 contra +29) no Campeonato. Assim, baterias apontadas para 17 de Janeiro.

[Vídeo]

Marítimo,15 - C.Lobos,0

Um resultado massivo, também ajudado pela expulsão do guarda-redes do C.Lobos, veio quase garantir a vantagem (importante) no goal-average total que valerá um golo no jogo decisivo, a 17 de Janeiro, contra o Nacional, em Santo António. Aí, será apenas necessário fazer o que fez o adversário em sua casa: ganhar por um.

[Vídeo]

29/11/2015

Nacional,2-Marítimo,1 Tudo em aberto...

Com 1-1 na primeira parte (o Marítimo marcou primeiro por Afonso Correia), o minuto 6 do segundo tempo foi decisivo no jogo (ver aqui). Penalti bem sancionado seguido de penalização errada, por exagero. O avançado do Nacional conquistou bem o penalti mas o seu toque na bola antes do contato colocava-a na linha de fundo quase ou fora do campo, bem desfazada da baliza. Uma falta para cartão amarelo, no máximo. Mas não. O árbitro estragou a pintura e mostrou o vermelho direto.

[Resumo]  [Vídeo]

Dois a um, com meia hora para jogar e o Marítimo reduzido a dez... 
O fantasma de um resultado que poderia seria definitivo para o Campeonato levantou-se.

Mas, tal como na primeira parte, onde foi dominador, o Marítimo manteve a frieza e foi a equipa que mais procurou ser feliz. E, depois de alguns ajustes, foi ver o Nacional a defender o resultado, contra dez. Qualquer interrupção era para fazer durar, as substituições feitas jogador a jogador. Quem saia baixava as meias, retirava as caneleiras, cumprimentava os colegas, demorava tudo o que podia.

E foi agradável ver o Marítimo a arriscar, pressionar e, pelo menos, por duas vezes, chegar perto da igualdade, que seria merecida.

Tal não foi conseguido. Mas tudo está em aberto.

O Nacional poderia ter matado o Campeonato (30 minutos, em vantagem, contra 10, em casa) mas o Marítimo não o permitiu e garantiu a sua oportunidade, em Janeiro, em Santo António.

Agora, é acelerar, em força e empenho para o que resta do Campeonato. Mantendo a vantagem do goal-average (são 9 golos para já) e fazer no seu campo um resultado igual ao que conseguiu o Nacional em casa. Basta ganhar por um. O que é perfeitamente possível. 

É trabalhar para isso. O resto acontecerá.

Força Marítimo.

23/11/2015

Camacha,1 - Marítimo,6

Nova vitória, pelos golos necessários e suficientes para nos colocar em vantagem na véspera do primeiro dos dois decisivos derbis, que acontecerá já no próximo Domingo, dia 29, na Choupana. 
Sem Simão Sousa e Henrique Araújo (impedidos fisicamente) e com 5-0 ao intervalo, marcaram:  Afonso Correia (2), João Freitas, Francisco Vieira, Diogo Nunes e Matias.

15/11/2015

Marítimo,3 - Machico,0

Jogo complicado perante uma equipa aguerrida que defendeu (bem) até onde pode. Golos de João Pereira (já no final da primeira parte) e de Lourenço e Simão na segunda parte. Sentiu-se desde o início do jogo, a falta de Rodrigo no meio campo. Na segunda parte, o jogo assentou, principalmente depois do 2-0.

[Resumo]  [Vídeo]

08/11/2015

União,0 - Marítimo,3

Mais um jogo sem golos sofridos mas onde o resultado acabou por ser escasso. Golos de Henrique Araújo e João Freitas na primeira parte e de João Pedro Mendes na segunda.
Duas bolas ao poste, uma das quais de penalti.
O União acreditou sempre na procura do golo de honra que poderia ter aparecido.

[Resumo]  [Vídeo]

03/11/2015

Marítimo,12 - Barreirense,0

Com 4-0 ao intervalo, foi garantida uma vitória robusta por 12 golos sem resposta. O que garantiu a manutenção do primeiro posto no campeonato. 

Marcaram: 
Simão Sousa, Lourenço Gonçalves, João Pereira e Afonso Correia na 1ª parte.
João Freitas (2), Matias Pires (2), Tiago Machado e Henrique Araújo (3) na 2ª parte.

[Resumo]  [Vídeo]

25/10/2015

CFFM,0 - Marítimo,8

Começa a segunda fase com o resultado mais volumoso da época. Com 5-0 ao intervalo através de Simão Sousa (2), Henrique Araújo (2) e Lourenço Gonçalves, os números subiram ainda mais na segunda parte, com golos de Afonso Correia, João Pereira e Matias Pires. Um jogo onde o adversário poucas vezes passou do meio campo. O Nacional venceu em Camara de Lobos por 4-0, pelo que, nesta fase muito inicial do campeonato, o comando da classificação é verde-rubro.

[Resumo]  [Vídeo]

19/10/2015

Sorteio da 2ª fase

Decorreu hoje na AFM o sorteio da 2ª fase. No Domingo, vamos à Ribeira Brava, disputar o 1º jogo com o CFFM/Mónaco. O jogo com o Nacional da primeira volta será na 6ª jornada, no final de Novembro, na Choupana.

Marítimo,6 - Andorinha,0

Seis golos, cinco na primeira parte, foram a história do último jogo desta fase. Marcaram João Pedro, Simão (2), Afonso Correia, Henrique Araújo e Lourenço.

Seis vitórias em outros tantos jogos. Já hoje, teremos o calendário da 2ª fase, a decisiva, com um campeonado a duas voltas com 8 equipas.

A primeira fase foi um bom teste, dentro das exigências de cada jogo (e adversário). Bem melhores, foram os 3 jogos treino teste realizados (juvenis CFFM, Juvenis Barreirense e Juvenis Machico) onde a resposta foi a desejada.

Seria bom não enfrentar o Nacional nas primeiras jornadas mas tudo pode acontecer. Força Marítimo.

[Resumo]  [Vídeo]

13/10/2015

Marítimo,5- União,0

Mantém-se o registo e a vitória acabou se ser a necessária e possível face à exigência do jogo. Com 3-0 ao intervalo, marcaram: João Pedro, Alexandre e Simão (3).
Os vídeos resumo dos jogos são disponibilizados pelo técnico no grupo restrito no facebook.

[Resumo]  [Vídeo]

04/10/2015

Carvalheiro, 0 - Marítimo, 6

Jogo no Alexandre Rodrigues (Liceu). Com 2-0 ao intervalo (Alexandre e Pedro Rossana), o resultado ampliou-se na 2ª parte com golos de Henrique Araújo, João Pedro, Lourenço e Simão.

[Resumo]  [Vídeo]

Marítimo, 5 - Carvalheiro, 1

Na quarta-feira, vitória natural por 5-1 em Santo António. Golos do central Chico Oliveira, João Pereira (2) e Simão (2).

[Resumo]  [Vídeo]

27/09/2015

Andorinha,1 - Marítimo,2

Um golo de penalti no minuto final dos descontos deu ao Marítimo uma vitória justa mas que acabou por retirar ao Andorinha um ponto que poderia ter sido o resultado de um jogo bem conseguido.

Ao intervalo, o Andorinha vencia por 1-0, mesmo depois de um penalti de Afonso Correia bem defendido pelo guardião Jonas do Andorinha. As alterações à equipa, no intervalo trouxeram um Marítimo mais pressionante na segunda.parte. Rapidamente, o recém entrado Lourenço meteu a bola na baliza e empatou o jogo. Depois, uma sucessão de boas oportunidades não concretizadas culminou no golo da vitória.

O penalti, numa jogada confusa dentro de área, foi algo contestado pelos da casa mas terá sido bem marcado, num agarrão/empurrão sobre Henrique Araújo, que Simão converteu. A meio da segunda parte, um remate de Henrique Araújo que roçou a barra, após uma óptima receção, terá sido a oportunidade mais flagrante.

[Resumo]  [Vídeo]

22/09/2015

União,1 - Marítimo,5

No complexo do União do Vale Paraíso o Marítimo iniciou a época com um triunfo natural sobre o CFU por 5-1 com 3-0 ao intervalo. Golos de Chico Oliveira, João Freitas (2), Henrique Araújo e Simão.

Com Afonso Correia e João Pereira, lesionados, nas bancadas, a equipa correspondeu na medida do necessário. Alguma quebra de intensidade na segunda parte evitou que o União tivesse terminado o jogo com um resultado ainda mais desnivelado.

[Resumo]  [Vídeo]

Segue-se o Andorinha (Domingo) e Carvalheiro (Quarta-feira). 

Nova época

2015/2016

Inicia-se com a disputa do título regional, até ao final de Janeiro, que garante o acesso à fase prévia do Campeonato Nacional de Iniciados.

Em breve, apresentaremos a equipa.

06/08/2015

Terminou a época 2014/2015

Terminou a época 2014/2015, com um balanço positivo. 
Prof. Filipe Sá
Educador e formador de jogadores
Afinal foi (esperamos que pela última vez) uma época "morta" quase sem competição para os Iniciados B (sub14). O primeiro ano de iniciados é um problema desde sempre. Costuma ser uma quebra na carreira dos futebilistas, num momento formativo em que tudo deveria ser em crescendo.
.
Mas, felizmente, segundo sabemos, será mais um problema resolvido pela recente (pouco mais de um ano) direção técnica da AFM. Tudo aponta para que este ano aconteça um regional de sub 14.
.
Mas, a verdade é que este ano foi necessário gerir a equipa, num ambiente difícil, de constante procura de motivações.
. Um trabalho complicado que acabou por ser, mais uma vez, bem conseguido (dentro das limitações da oferta competitiva) pelo Prof. Filipe Sá.
Foi um regresso ao grupo que tão bem conhecia nos Benjamins. Mas que, na próxima época, não terá continuidade.
.
Então, ao Prof. Filipe Sá, só podemos desejar um bom trabalho no novo desafio que será, certamente uma mais valia para os jovens que encontrar.
.
A nova época aproxima-se a passos largos. 
A equipa será comandada pelo Prof. Marco Camacho (que mantém os Iniciados A) e o início dos treinos estará previsto para a próxima segunda-feira, dia 10. Aguardamos mais informações.

19/07/2015

Intermunicípios - Venceu Funchal-Este

Sim. Venceu e bem.

[Vídeo Resumo]   
[Vídeo Jogo]       NOVO

Não, não jogou sozinho na final.
Depois de uma derrota difícil de digerir (tal foi a clareza da mesma) no primeiro jogo, por 2-0, o Funchal Oeste superou os adversários seguintes 14-1 (Oeste), 4-0 (Machico) e 1-0 Santa Cruz. 
Henrique Araújo terminou o torneio com 9 golos, que se somam aos 6 do ano anterior, na mesma competição. João Pedro Barros e Henrique Araújo (este pela segunda vez) foram incluídos na equipa ideal do torneio.
.
A final foi outro jogo. Totalmente distinto do primeiro.
.
Sem prejuizo de se considerar que a vitória da equipa do Este é aceitável, a equipa do Oeste tratou de equilibrar o jogo e teve mais do que uma mão cheia de claras oportunidades de golo. O que não aconteceu no 1º jogo. Três treinos e quatro jogos deram algum tempo ao técnico Marco Camacho para mudar intensidade, atitudes e processos que não existem, ainda, nesta equipa e nestes jogadores, algo "verdes" ainda no futebol de 11. E a mudança aconteceu mesmo.
.
Este jogo (e não o primeiro) teve duas equipas que lutaram pelo resultado.
O primeiro golo acabou por acontecer cedo, mais por infelicidade do guardião do Oeste (Pedro Aguiar esteve bastante bem no torneio) do que por mérito do marcador Igor que apenas (e é alguma coisa) estava lá, no centro da área para cabecear.
Depois, aconteceram várias oportunidades de golo da equipa do Oeste, começando por Tiago, bem assistido á frente da baliza. Depois, um remate "à inglesa" - de grande qualidade técnica -  ainda fora da área, na ressaca de um canto, por Henrique Araújo que levou a bola a bater - estrondosamente - na barra. Um livre de Francisco França bombeado para a área podia (e devia) ter acabado dentro na baliza, foram tantos os jogadores que tiveram a bola ao seu dispor para tal fim.
Na segunda parte, Henrique Araújo (por duas vezes), Pedro Canha (outras duas) e ainda um novo livre de Francisco França, podiam ter levado o encontro para outras soluções. A seis minutos do fim, quando o Oeste apostava tudo no empate, na sequência de uma bela jogada de Pedro Silva, Iago "matou" o jogo com o 2º golo.
Pelo que ... não. Não houve apenas uma equipa em campo. Foram duas e todos os jogadores valorizaram uma boa final, emotiva e agradável de seguir.
.
Parabéns aos organizadores, pela competição que, pela segunda vez, revelou premência e importância. Esperemos que, destes jogadores saia uma bela seleção para lutar (na Madeira) por uma boa classificação no Lopes da Silva de 2016. 

26/06/2015

Lisboa,5 - Madeira,1

Uma melhoria evidente face ao jogo de ontem. O resultado é normal face a uma seleção que tem milhares de jogadores como opção. E que acaba por reunir jogadores de todo o país pois baseia-se nas equipas do Sporting e Benfica que recrutam indiferenciadamente por todo o país. O golo de João Miguel é prémio para o melhor jogador madeirense, numa seleção que se situava, qualitativamente, na primeira metade da tabela. Mas a sorte nos jogos não esteve connosco pelo que os 4 pontos conquistados souberam a pouco.

Video 1ª parte com corte
Vídeo 2ª parte

Estes e outros que ficaram na Madeira são garantia de qualidade futura. Este acabou. Que venha o próximo desafio.

25/06/2015

Viseu,2 - Madeira,0

Claramente o jogo menos conseguido da seleção da Madeira. Raramente conseguimos colocar a bola no chão, jogavel... Nem foi possível concretizar o penalti ganho quando perdiamos por um golo. Mas, para a frente é que é o caminho. Amanhã, pelas 11h, o último jogo, em Albufeira, contra Lisboa, que soma 4 vitórias nos 4 jogos efetuados. Um jogo para mostrar que sabemos bem mais do que mostramos hoje.

Vídeo 1ª parte (com um corte)
Vídeo 2ª parte

23/06/2015

Aveiro,3 - Madeira,0

Não podia ser mais enganador este resultado. Foi um jogo equilibrado onde a posse de bola foi madeirense. Um balão para a baliza madeirense entrou bem junto à barra com a ajuda do sol que terá encadeado o guardião insular. Com a seleção da Madeira a carregar e dominar, a última jogada da primeira parte foi desastrosa para as ambições da equipa: os centrais não comunicaram (o que acontece com os melhores), foram os dois à mesma bola tendo um "aliviado" nas pernas do outro. Um aveirense isolou-se marcou.
Na segunda parte, fez-se tudo por tudo pelo 2-1 para reentrar no jogo. Infelizmente, sem a sorte no jogo, o poste (numa boa iniciativa e remate de João Sá) e Tiago Pereira (falhou golo certo a 2 metros da baliza na sequência de uma jogada de insistência na pequena área aveirense) não confirmaram a recuperação. Nas duas únicas vezes que os aveirenses foram à baliza madeirense (cuja seleção estava totalmente balançada para o ataque) marcaram um golo, o terceiro. Depois, Ruben ainda poderia ter feito o golo de honra: rematou forte mas um pouco alto.

Vídeo 1ª Parte
Vídeo 2ª Parte

Hipotecado o acesso aos jogos de Sábado, teremos jogo com Viseu na 5ª feira (17h Quarteira sintético) depois da folga de 4ª. Um jogo para tentar ganhar e recuperar o animo para depois desfrutar o jogo com Lisboa (provavelmente a equipa mais forte no torneio) na 6ª feira (11h Albufeira sintético). Um jogo onde devemos apenas ter respeito pela qualidade do adversário.

Força Madeira. Sempre de cabeça erguida contra todos os adversários.

22/06/2015

Catelo Branco,0 - Madeira,1

Um jogo bem conseguido onde só faltaram mais um ou dois golos. Tudo em aberto. Amanhã, pelas 11h, jogo com Aveiro em Albufeira. O sorteio colocou no nosso caminho quatro equipas medianas e Lisboa, no 5º jogo. Para já os quatro pontos conquistados dão confinaça para o que falta.

Desta vez o direto foi pleno mas o campo em meia sombra - meio ensolarado criou alguns problemas à transmissão.

21/06/2015

Viana do Castelo,1- Madeira,1

Um empate que não compromete mas que poderia ser evitado. Bastaria concretizar nas muitas oportunidades que foram construídas na primeira parte. Ou, na última jogada do encontro, já depois do penalti de Sá que permitiu o empate que acabou por ser o mal menor. Viana do Castelo pouco mais fez que a jogada do golo, num jogo em que alguns jogadores acusaram a responsabilidade e outros o calor. Amanhã é fundamental ganhar e juntar a confiança necessária para enfrentar os jogos seguintes que serão, todos, como finais...

Vídeo 1ª parte
Vídeo final 2ª parte

Quanto à transmissão em direto, vamos tentar evitar o problema que impediu as imagens na primeira metade da segunda parte.

20/06/2015

Torneio Inter Associações Lopes da Silva 2015

Decorrerá no Algarve, a partir de Domingo, o torneio inter associações Lopes da Silva para jogadores sub14. É a primeira "montra" para muitos jogadores com vista às seleções nacionais mais jovens. A Madeira far-se-há representar com a sua equipa. Do nosso clube, são 8 os presentes: Simão, Sérgio, João Pedro, Pereira, Pedro Rossana, Francisco Oliveira, Afonso e Henrique.

João Nobrega, Jorge, André, Pedro, Sá, Gonçalo, Ruben, Ferro, Michael e Diogo completam o grupo.

Os jogos:
21/06/2015 – 09:30 – AF Viana do Castelo-AF Madeira – Estádio Municipal de Quarteira
22/06/2015 – 17:00 – AF Madeira- AF Castelo Branco – Estádio do Algarve
23/06/2015 – 11:00 – AF Aveiro-AF Madeira –Campo n.º 2 de Albufeira
24/06/2015 – Dia de descanso/lazer
25/06/2015 – 17:00 – AF Madeira-AF Viseu – Campo n.º 2 de Quarteira
26/06/2015 – 11:00 – AF Lisboa-AF Madeira –Campo n.º 2 de Albufeira
27/06/2015 – 09:30 – Apuramento 3.º/4.º classificado – Estádio do Algarve
27/06/2015 – 11:15 – Final – Estádio do Algarve

Tentaremos, sem compromissos de grande qualidade, fazer a transmissão dos jogos em que a nossa seleção seja interveniente a fim de colmatar a ansiedade de alguns pais que ficam na Madeira mas que querem "estar" com os seus filhos. Poderá assistir aqui ou na página diretos clicando na etique acima. Faremos o melhor possível.


13/06/2015

Futsal e Infantis

Já de olho na próxima época, continua a Taça de Futsal para "entreter". Sem os selecionados para o Lopes da Silva, duas derrotas (que ainda não comprometem), na Ribeira Brava e Porto Santo. Este fim de semana, recebemos o Ribeira Brava.

Nos sub 13, os Campeões Regionais de 2015 não chegaram à dobradinha e cederam a Taça (torneio de 4 equipas, já de futebol de 11, em final de época) ao Nacional (derrota 2-0). Um jogo em que a vitória alvi-negra foi indiscutível sem que ambos os golos tivessem a sua história: no primeiro, a defesa Maritimista foi batida no minuto seguinte à lesão de Francisco França, não tendo tido tempo, nem experiência, para a necessária compensação posicional, até à substituição que acabou por ser necessária. No segundo golo, já na 2ª parte, Pedro Silva limitou-se a empurrar a bola para a baliza num livre direto, enquanto o guardião verde rubro estava ainda a montar a barreira. Aqui, o árbitro podia ter feito algo mais (um compasso de espera natural). Não foi assim e o jogo acabou nas substituições (a granel) que se seguiram.

23/05/2015

Futsal e infantis

Com a época oficiosa terminada e a aguardar pelo torneio da Camacha estamos na Taça de futsal. No domingo passado vencemos o Marítimo A por 5-4, depois de uma desvantagem de 3-0. Gonçalo Araújo acaba o jogo com uma dobradinha que assegurou a vitória.

Nos infantis, a equipa do Marítimo está a disputar a Taça de futebol de 11. Com os nossos jogadores Vicente Lara, Francisco França e Henrique Araújo a equipa fez o seu 3º jogo em futebol de 11 tendo perdido com o Nacional por 2-0 num jogo em que apenas estava em jogo saber quem jogaria com o Andorinha nas meias finais. Com este resultado o Marítimo defronta o CFFM Mónaco no dia 10 de Junho nas meias-finais. O favoritismo na competição está agora do lado do Nacional onde se verifica uma maior experiência e adaptação ao campo "grande". Mas, também no futebol de 7 era assim... Até que, quando foi mesmo a doer, ganhou o Marítimo. Força Marítimo.

12/05/2015

Taça de Sub 13

Com a época (oficial) da nossa equipa já terminada (haverá um torneio na Camacha) restam, em atividade, os nossos sub 14 Francisco França e Henrique Araújo na equipa da sua idade. A integração do guarda-redes Vicente Lara (com outra habituação as balizas "grandes") seria ainda uma mais-valia.

Esta Taça da Madeira terá apenas dois jogos importantes pois os primeiros 3 são quase a feijões. Apenas se decide quem joga com o Andorinha na meia-final. 

A opção técnica (a nível nacional) é a de que a vertente de 7 é a relevante até aos sub 14. E aí, com o objetivo máximo da época cumprido (o Regional conquistado depois de 7 meses de competição) estão a ser dados, desde há 15 dias "os primeiros pontapés" no futebol de 11. Serão 5 jogos numa competição limitada a 4 equipas. Os primeiros 3 jogos são para aquecer sendo que, depois, dentro de 3 semanas, teremos as meias-finais e a final. Objetivo: rodar, habituar e tentar fazer o melhor possível (que, não será, pela certa, muito pois o futebol de 11 é ainda, apenas, uma novidade).

10/05/2015

Andorinha B, 0 - Marítimo B, 4

Ao vencer por 4-0, o Marítimo B acabou no 3º lugar do grupo, com os mesmos pontos do Nacional B (2º), a 2 golos no desempate por goal average. Ficaram a faltar 2 golos, de todo possíveis no jogo de hoje...

Golos de João Pedro (2), Chico Oliveira e auto-golo.

No entanto, o 2º lugar deverá valer nada pois é o pior segundo lugar dos 4 grupos em competição.

Terminou a época para os sub-14 (Marítimo e Nacional), a menos dos jogadores que estão no grupo de selecionaveis para o Lopes da Silva que continuam o seu trabalho até Junho. Um fim de época precoce face ao facto destas equipas estarem "tapadas" pelas equipas A (sub-15) no acesso à fase final da Taça da Madeira.

09/05/2015

Amanhã, Marítimo B - Andorinha B

Um jogo decisivo para a chegada (ou não) ao 2º lugar do grupo que não dará para nada. Este grupo teria, talvez, as melhores 5 equipas da competição - ou muito perto disso - o que acabou por "produzir" o pior 2º lugar de entre os 4 grupos. Para atingir o 2º lugar torna-se necessário fazer mais 6 golos que o Nacional B no seu jogo no Caniço.

Amanhã, 9.30 em Santo Antonio

Entretanto, esta manhã, para a Taça da Madeira de Infantis (futebol de 11) o Marítimo empatou com o CFFM Mónaco a 3. Um jogo onde a equipa mostrou não ter rotinas suficientes em campo de 11 (afinal foi o seu 2º jogo nesta vertente). No entanto, é de salientar a repetição de casos de arbitragem que acabam por ser influentes no resultado final. Este vídeo é muito claro no que respeita a uma das situaçõesO Marítimo empatou já no final, para além do tempo útil e de compensação. 

02/05/2015

Sub 13 campeões iniciam Taça da Madeira

Com os Iniciados em descanso, os Sub 13 fizeram o seu primeiro jogo de futebol de 11 após terem terminado, como campeões, o Regional de futebol de 7 (ver peça Marítimo TV). Hoje, no campo do Andorinha venceram 1-15, com 1-7 ao intervalo.

26/04/2015

Marítimo B,0 - Nacional A,4

Uma derrota dentro dos números normais, que deixa em aberto o 2º lugar no grupo (face ao Nacional B,8 - Andorinha B,0).

Sem Chico Oliveira (castigado), Salvador Fernandez, Henrique Sá e Pedro "Rossana" (lesionados) a equipa foi totalmente reconstruída com os gémeos Vieira a centrais e três infantis como titulares.

O jogo começou com um golo do Nacional e uma grande defesa de Vicente logo de seguida, na segunda jogada de perigo da equipa da serra. A partir daí, apenas uma oportunidade de golo e por sinal, para o Marítimo, de Henrique Araújo na sequência de um centro de Francisco França (os infantis em campo).

Na segunda parte, a exiguidade dos jogadores disponíveis no banco verde-rubro tornava as coisas mais difíceis mas foi ainda o Marítimo o primeiro a causar perigo numa jogada merecedora de penalti sobre Henrique Araújo. Mais uma vez, após um centro de Francisco França. Depois, não houve mais história, para além dos restantes golos: um consentido, num canto e outros dois nas restantes (e únicas) oportunidades que teve o Nacional.

Um bom jogo de toda a equipa, com João Pedro a repetir a dose de qualidade que vem apresentando e com Afonso Correia a "voltar" a níveis próximos daqueles que o sabemos capaz (muito melhor será quando voltar a reganhar a intensidade perdida nos últimos tempos).

[Resumo]   [Vídeo]

Provavelmente este será o grupo penalizado pelo regulamento (o pior 2º classificado) pelo que a última jornada (da época ?) poderá ser a próxima, para as equipas do Marítimo B, Nacional B, Canicense e Pontassolense (provavelmente bem melhores do que outras, que se apurarão). Mas as regras são as definidas inicialmente e o sorteio terá conduzido a este grupo...

Assim, falta apenas saber quem é o 2º classificado do grupo. O Marítimo B perdeu os 7 golos de vantagem e tem, agora, 5 golos de atraso em relação ao Nacional B. Na próxima jornada os papeis invertem-se e o Nacional B tem um jogo bem mais complicado (no Caniço) do que o Marítimo B (Andorinha B).

Hoje, 9h Marítimo B - Nacional A

É neste Domingo que o Marítimo B (2001) recebe o Nacional A (2000) numa tentativa de equilibrar o jogo e atingir o 2º lugar do grupo que lhe poderá dar um jogo extra, contra o Marítimo A, nesta Taça da Madeira de Iniciados.

Entretanto, nos Sub 13, a festa do título acabou por ser menos exuberante, com o Nacional a vencer em Santo António por 2-4 no último jogo do regional, jogado "a feijões". A sequência de 25 jogos e vitórias foi, assim quebrada, com o adversário a valorizar ainda mais, desta maneira, o título verde-rubro.

[Resumo]

19/04/2015

Nacional B,2 - Maritimo B,2

Num jogo que só foi equilibrado quando o Maritimo jogou com 10, o resultado acabou por ser bom para o Nacional que se livrou de uma derrota em casa. Ao intervalo o Maritimo ganhava por 2-0 e tinha perdido Salvador Fernandez que estava a fazer um bom jogo, por lesão. No inicio da segunda parte, o Nacional reduz num golo marcado com as costas num canto. E logo depois, muito cedo, na 2ª parte, o central verde-rubro Chico Oliveira é expluso por acumulação de amarelos (viu o primeiro por ter tirado a camisola nos festejos do seu golo - o segundo do Marítimo). Até ao final o Nacional chegou ao empate, sem prejuizo de se terem sucedido várias oportunidades do Maritimo, ideais para matar o jogo. João Pedro marcou o primeiro golo e foi o homem do jogo.

[Vídeo]  [Resumo]

18/04/2015

Sub 13 campeões


[Resumo]

Ao vencer por 5-1 o CFFM/Mónaco, na Ribeira Brava (2-0 ao intervalo), o Marítimo é campeão regional de Sub13 fuebol de 7, a uma jornada do fim. O jogo com o Nacional, no próximo fim de semana será para a festa e para cumprir calendário. Vinte e cinco jogos, outras tantas vitórias. Consecutivas. Parabéns. Está devidamente desforrada a reviravolta (1-2) nas Atrapalhanças de 2013...

17/04/2015

Fim de semana de decisões

Começa no Sábado, na Ribeira Brava, com os Sub13 (Infantis A) a poderem decidir o título a uma jornada do fim, se ganharem (11.15 no Complexo Desportivo) contra o Mónaco. Aí, o jogo seguinte, com o Nacional será para fazer cumprir calendário.

No Domingo, na Choupana, às 10.30, nos Iniciados, contra o Nacional B (Sub14) para decidir o 2º lugar no grupo (depois do Nacional A - Sub15, que tem a liderança assegurada). Poderá bastar um empate neste jogo e garantir um resultado aceitável - não perder por muitos - com o Nacional A, na semana seguinte. Uma derrota no Domingo fará a vantagem subir à serra...

13/04/2015

Canicense,1 - Marítimo B,1

Com Vicente Lara e os selecionaveis Francisco Oliveira, Afonso Correia e João Pedro (por razões diversas) fora da equipa, o jogo com uma excelente equipa do Canicense (onde já perdemos esta época) apresentava-se de dificuldade acrescida.

Cedo, na primeira parte, Henrique Sá choca com o muro na disputa da bola na linha de fundo e lesiona-se no braço com alguma gravidade sendo deslocado para o Hospital. Melhoras rapida é o que desejamos.

O golo do Canicense apareceu (possivelmente fora-de-jogo) ainda na primeira parte, no meio de inúmeros falhanços dos verde-rubros na finalização. Já nos descontos, João Tiago Pereira concretiza com a cabeça (o que não conseguiu algumas vezes com o pé) e estabelece o empate, um resultado (o empate) que fica bem mais próximo daquilo que o Marítimo merecia.

[Resumo]   [Vídeo]

Nos Sub-13 (futebol de 7) a vitória por 8-1 sobre o Ribeira Brava [Resumo] coloca o Marítimo a 2 pontos do título e a duas jornadas do fim. Os jogos em falta são contra os dois adversários mais fortes do torneio: Mónaco já no Sábado, na Ribeira Brava e contra o Nacional, uma semana depois, em Santo António. Empenho total em cada minuto de cada um destes jogos é o que é preciso. Nada está ganho pelo que não pode haver distrações nem facilidades perante estes adversários.

05/04/2015

Marítimo vence sub-13



O Marítimo venceu, só com vitórias, o escalão sub-13 no Marítimo Centenário III ao derrotar o Juventude AC por 1-0 (golo de Duarte "lambreta") na final disputada nos Barreiros. 

Pedro Aguiar e Henrique Araújo foram escolhidos como melhor guarda-redes e jogador do torneio. 

O Juventude foi uma digna finalista e (mais uma vez) demonstrou ser uma excelente equipa, muito consistente na defesa e sempre perigosa no ataque. 

Os verde-rubros terão, agora, que se concentrar e enfrentar os próximos desafios que são determinantes para a conquista do Regional. Faltam 3 jogos e não pode haver deslizes. Agora, é tudo ou nada, valendo cada jogo como uma final.

Marítimooooooooo

03/04/2015

Marítimo Centenário

Com a nossa equipa parada (em idade já fora do torneio - que ganhou no ano passado), temos a presença do nosso jogador Henrique Araújo com a equipa de 2002 (Sub13) na final, amanhã pelas 12h nos Barreiros, contra o Juventude AC, depois de 7 jogos a vencer:

Na Santa do Porto Moniz, dia 30:

Marítimo,2 - Geração Benfica,0
Marítimo,6 - CFF Madeira,1

No dia 31:

Marítimo,6 - Pontassolense,0   [Resumo]
Marítimo, 15 - Porto Moniz,0   [Resumo]

Já em Santo António, dia 1

Marítimo,3 - Gois (Japão),0   [Resumo]

No Andorinha (quartos de final) ainda no dia 1

Marítimo,3 - Marítimo B,2   [Resumo]

Em Santo António (meia-final), dia 3

Marítimo,7 - Gois (Japão),1

O quadro competitivo estabelecido não permitia, à partida (o que é algo estranho) que equipas do mesmo grupo ou sequer de cada metade do quadro competitivo pudessem chegar, ambas à final. Assim, teremos amanhã o encontro entre as equipas vencedoras de cada metade do quadro.

12h Estádio dos Barreiros, Final : Marítimo - Juventude AC

29/03/2015

Madeira Jovem 2015

Com a presença da seleção de Jersey 2001, das equipas de 2000 do C.Lobos e Machico, para além da seleção regional de sub14 (2001) está a decorrer o Madeira Jovem 2015. Estão 10 jogadores do Marítimo em jogo: Francisco Oliveira (Chico), Pedro Rodrigues (Rossana), Sergio Gomes, Rafael Duque (Rafa), Afonso Correia, João Pereira, João Pedro, Henrique Araújo e Salvador Fernadez. Simão Gonçalves está lesionado.

Resultados:

Seleção Madeira,3 - Seleção Jersey,1 [Vídeo]
Machico,0 - Seleção Madeira,6  [Vídeo]
C.Lobos,1 - Seleção Madeira,5 [Vídeo]   [Resumo]

25/03/2015

Nacional A,4 - Marítimo B,2

Um jogo onde foi evidente a diferença etária entre as duas equipas. Aos 3 minutos o Nacional já tinha feito 2 golos e a goleada parecia ser impossível de evitar. Mas... a equipa uniu-se e, surpreendentemente e com alguma sorte (e inépcia atacante do adversário) marcou dois golos (João Pedro e Henrique Araújo de gp) empatando o jogo ao intervalo. 

[Vídeo Golos]    [Vídeo Jogo]

Na segunda parte, o Nacional impõs a sua maior capacidade física, e estabeleu os 4-2 finais tendo falhado outras tantas finalizações. O Marítimo só a espaços chegava á área adversária e, nesta segunda parte, acabou não tendo qualquer oportunidade.

É a primeira derrota da equipa nesta Taça da Madeira.

24/03/2015

Marítimo B,2 - Pontassolense,1

Jogo bem complicado que acabou com a vitória tangencial do Marítimo. Um resultado que se aceita como se teria de aceitar se os azuis e amarelos tivessem marcado mais um golo...

[Vídeo]   [Resumo]

Esta quarta-feira acerta-se o calendário, na Choupana (10.30), com o jogo Nacional A - Marítimo B. Até ao momento, somos segundos, com apenas um empate cedido, frente ao Nacional B, em casa. Numa competição que acaba por ser de menor importancia face ao facto de, por muito bem que corra esta fase, termos que discutir (por regulamento) o acesso à fase seguinte com o Marítimo A, a disputar os nacionais.

21/03/2015

Infantis (Sub-13) Nacional,2 - Marítimo,3

Um grande jogo que colocou o Marítimo 5 pontos à frente do Nacional no Regional de sub13. Agora, falta ganhar 3 dos quatro jogos que restam. Mas nada está ganho e, qualquer tropeção volta a colocar o Nacional na corrida.

Foto João Silva
O jogo começou com o Marítimo em cima do Nacional. Mas acabou por ser o Nacional a marcar primeiro. A resposta não se fez esperar e o Marítimo empatou por Pedro Canha, assistido por Henrique Araújo. O intervalo chegou e, na 2ª parte, Henrique Araújo percorre a linha da área, da esquerda para a direita e remata colocado ao segundo poste. Golo e 1-2. O Nacional reagiu e, já no final do jogo, consegue chegar ao empate. Mas não por muito tempo. Quase de seguida, o guarda-redes Pedro Aguiar explora a dimensão da área na sua plenitude e coloca, com a mão, a bola à entrada da área adversária onde Henrique Araújo aproveita para marcar o seu segundo golo, depois de rececionar com qualidade e se virar para a baliza, rematando com precisão. Feito o 3-2, foi necessário aguardar 7 minutos para além da hora para o árbitro dar por concluído o jogo. Uma vitória de uma equipa e de todos os seus jogadores, que se une e se supera nos jogos difíceis. Parabéns ao adversário que só valorizou esta vitória.

[Vídeo Resumo]  [Jogo integral]

A arbitragem teve alguns casos, com penaltis e faltas por marcar, por empurrões pelas costas, favorecendo sempre a equipa da casa.

19/03/2015

São Vicente Cup

Vencedor Sub 11 - 2012
Dentro de poucos dias teremos, em São Vicente, um torneio de qualidade que trás recordações fortes a muitos jogadores da formação verde-rubra.

Infelizmente criou-se um clima errado de concorrência com o torneio organizado pelo Marítimo (Centenário) nas mesmas datas.

Sendo o primeiro um torneio para SUB 8, 10 e 12 (S.Vicente) e o seguindo destinado a SUB 9, 11 e 13, tudo se conjugava para que não houvesse conflito. Em vez de concorrência, teríamos complementaridade.

Ora, parece que, este ano, o Marítimo não estará lá. 
Ora, na nossa opinião, devia estar. E com as equipas mais fortes que conseguisse reunir. Tudo sem prejuizo do seu torneio onde as idades são outras.

2º lugar Sub 12 - 2014
Imagine-se o que teriam perdido os jogadores verde-rubros, o Marítimo e o próprio Torneio se, no ano passado, a equipa de sub-12 não tivesse participado. 

Para ilustrar essa perda (que felizmente não aconteceu), relembrem-se os vídeos de 2014, da meia-final com o Sporting (1-1 e vitória do Marítimo após gp) e da final com o Benfica (0-1 com discussão até ao final).

E, indo mais atrás, juntamos o jogo da vitória de 2012

Vendo estes vídeos, perceba-se o que se ganhou nessa altura por estarmos lá e o que se perde hoje (os nossos SUB 8, 10 e 12) não estando... É que, oportunidades de jogar com o Benfica e Sporting - batendo-lhes o pé - não abundam.

Era bom eliminar discussões inuteis (e adiar as úteis) e perceber o que realmente importa.

PS: depois de escrito este texto soubemos que as melhores equipas de sub-12 e sub-10 do Marítimo estarão no Mundialito do Algarve e que, afinal e bem, haverá representação (será a única) nos sub-8.

17/03/2015

Marítimo B, 4 - Andorinha B, 0

Um resultado que se justifica pelo empenho do adversário na defesa da sua baliza. Muitos golos ficaram por marcar. 


No Sábado, os 8-2 em Santana, no regional de futsal colocaram a nossa equipa no topo da classificação com os mesmos pontos do Sporting do Porto Santo e Marítimo A. Apesar de termos vantagem sobre os portossantenses, estes acabaram por ser campeões ao terem supermacia no desempate a três.

08/03/2015

Greve e futsal

Com os árbitros em greve, a atividade resumiu-se ao futsal (regional de iniciados). Assim, no nosso pavilhão, vencemos o Sporting do Porto Santo por 6-3 com poker de Henrique Araújo (Francisco França e Lourenço marcaram também). De salientar que o título já não pode ser nosso, sendo discutido, dentro de dias no Porto Santo, entre a equipa local e o Marítimo A.

Se o Porto Santo ganhar, será campeão com os mesmos pontos do Marítimo A e Marítimo B. Isto se os restantes jogos tiverem resultados normais. Se houver empate ou vitória do Marítimo A, este será campeão, com o Marítimo B (a nossa equipa) a ser vice. Um bom complemento ao futebol de 11 que, realmente, nos interessa.

A greve adiou vários jogos. Uma greve que não pode deixar de ter leituras "politicas". Pelo timing e pelas razões. Afinal a AFM reconhece a dívida e tem agendados os pagamentos em atraso (que não são os recentes - pagos, mas os antigos, no bolo do PAEF) que o Governo Regional indica dever pagar em breve e que a AFM já afirmou que serão entregues de imediato aos árbitros. Esperemos que venha a razão ao de cima e que os árbitros voltem a fazer o que devem fazer: arbitrar.

24/02/2015

Incompreensível

Não se entende como arbitragens destas sejam possíveis sem que quem as realiza não fique envergonhado. 
São erros em cima de erros, mas sempre contra o Marítimo. São jogadas de perigo cortadas no seu início, faltas marcadas sem razão aparente sempre que a bola cai na área nacionalista. 
Penaltis por marcar, faltas marcadas por dá aquela palha ou ao contrário (em desfavor do Marítimo). 
E para quem tem dúvidas, basta  ver o resumo  (com imagens ao ralenti para que se veja tudo) e, se ainda restarem algumas é ver o vídeo total, sem quaisquer cortes...

E isto sem pretender que o empate não tenha sido um resultado aceitável. Até poderemos considerar que sim. Mas que o árbitro tudo fez para evitar a derrota do Nacional, parece não restarem dúvidas. E se (cereja em cima do bolo) o Nacional conseguisse marcar, ainda melhor...

22/02/2015

Marítimo B,0 - Nacional B,0

Um jogo em que o resultado se aceita apesar de alguma supermacia verde-rubra não traduzida em golos. O Nacional apenas chegou à frente, com perigo já no final do jogo quando o Marítimo tentava (e criava oportunidades não concretizadas) o tudo por tudo à procura do golo da vitória.
"Houve uma falta aqui..."

O resumo do jogo em vídeo revela o que aconteceu em campo. O árbitro foi influente e, na 1ª parte, cortou inexplicavelmente jogadas de perigo e anulou um golo limpo ao Marítimo. Não marcou uma mão dentro da área do Nacional (seria penalti) e, para além de outras situações, na última jogada do desafio (ver foto) inventa uma falta no centro da área do Nacional contra o Marítimo e, estando a apontar para o local da mesma e a discutir o lance com os verde-rubros, deixa que o guarda-redes do Nacional marque a falta rapidamente (com a bola em movimento), a dez metros desse local, dando origem a um contra-ataque que quase dá a vitória ao Nacional...

[Vídeo]   [Resumo]

21/02/2015

Marítimo B - Nacional B

Domingo, 22/02 pelas 13h em Santo António, logo a seguir ao Marítimo-Porto do Nacional de Iniciados. 


Hoje, Sábado, em Infantis, também em casa, Marítimo,5 - Mónaco,2. Henrique Araújo(2), Canha, Guilherme e Francisco França foram os marcadores. [Resumo] 
O Marítimo comanda com 12 pontos e vai à Choupana, na próxima jornada, dentro de 15 dias, para fechar a primeira volta desta fase final do Regional.

15/02/2015

Marítimo B,5 - Canicense,1

Vitória construída até ao intervalo (4-0) perante uma equipa forte e com alguma qualidade. 

[Vídeo]   [Resumo]

No próximo Domingo, jogo com o Nacional B, em Santo António. 

No Sábado passado (14/02), a equipa de infantis (sub 13) ganhou (4-1) ao Ribeira Brava [Resumo]. No Sábado, dia 21/02, acontece o primeiro jogo decisivo (para o adversário), com o Mónaco, pelas 13h em Santo António. Uma vitória do Marítimo afastará (mesmo que ainda não matemáticamente) o adversário do título. Aí, a disputa resumir-se-á a Marítimo e Nacional. Outro resultado manterá a corrida a três, face ao empate registado entre Nacional e Mónaco, nesta primeira volta, na Choupana.

08/02/2015

Pontasolense, 2 - Marítimo B, 6

Começou a Taça da Madeira com uma vitória na Ponta do Sol. Com 1-4 ao intervalo, marcaram: Henrique Sá, Henrique Araújo (2), João Pedro, João Pereira e Lourenço Gonçalves.

[Vídeo]   [Resumo]

02/02/2015

Futsal e Infantis A

Enquanto não arranca a Taça da Madeira, a atividade no fim de semana passado resumiu-se ao jogo de futsal onde perdemos (novamente) por 7-4 com o Marítimo A no nosso pavilhão. Assim, escapa-nos a possibilidade de discutir o título. 

Nos infantis A, o Marítimo comanda a classificação na 2ª Jornada, com 6 pontos e os nossos jogadores Henrique Araújo e Francisco França estiveram na vitória por 3-0 com o Juventude, no Adelino Rodrigues. [Resumo]

27/01/2015

25/01/2015

Marítimo B,6 - Andorinha B,0

"CAMPES"

Com a vitória de hoje o Marítimo garantiu a vitória no seu grupo, sobrepondo-se ao Nacional, Mónaco e Andorinha. Como foi referido, sem Regional de sub-14, esta vitória é o prémio maior na Região para esta idade. Um resultado que se junta ao título dos AAs (2000). Estão todos de parabéns.

Arranca dentro de duas semanas a Taça da Madeira.

24/01/2015

Amanhã, último jogo

Depois do empate cedido na semana passada, frente ao Mónaco, ao Marítimo basta uma vitória, em casa, contra o Andorinha, para garantir a vitória no grupo que reune as melhores equipas de 2001 da região. Pelo que, se assim acontecer, teremos uma vitória na competição que mais se aproxima de um (inexistente) Regional de sub 14.

Por falar nisso, será uma das poucas coisas que ainda falta, a esta nova Associação, implementar. O que não é nada de mais face à mudança substancial (com resultados muito positivos) realizada este ano em todos os escalões de formação, nomeadamente os mais jovens. A argumentação de falta de jogadores em algumas equipas de iniciados não é relevante pois, nesse caso, essa equipa escolhe um dos campeonatos a disputar (o de sub 15 ou o de sub 14). Esse regional permitirá eliminar o ano "morto" que, competitivamente, os sub 14 enfrentam todos os anos, na Madeira. Para a carreira (na formação) do jogador madeirense, é um "buraco" ainda por colmatar que acaba por ser notado (falta de competitividade) no confronto nacional em que a época culmina (Torneio inter associações Lopes da Silva).

Entretanto, o Marítimo assegurou o título de Iniciados e o acesso aos Nacionais e iniciaram-se as fases finais de infantis e benjamins. Hoje, os sub 12 e sub 13 venceram bem os seus jogos (6-1 ao 1º de Maio nos sub 13 - vídeo - e 5-0 ao Mónaco nos sub 12). 

18/01/2015

Mónaco, 1 - Marítimo B, 1

Um empate que relega a vitória no grupo para a última jornada, na qual o Marítimo B terá de vencer a sua congénere do Andorinha, em Santo António, para ganhar o grupo que reune as melhores equipas regionais de iniciados 2001 (primeiro ano).
Cristiano marcou o golo verde-rubro.

O Mónaco terá sido reforçado com alguns jogadores da equipa A (2000) - sem prejuizo de ter alguns - e bons - jogadores de 2002 pelo que a equipa que defrontamos será algo melhor que a que usualmente disputa os jogos no grupo. 

O mesmo deverá acontecer no jogo final do grupo onde deveremos esperar o Andorinha A na sua máxima força. A verdade é que custa bastante a alguns, este ano, terem o(s) seu(s) sucessos limitados aos resultantes de um golo de penalti acontecido no ultimo minuto dos descontos de um jogo. E isto quando falta apenas definir, quais os vencedores regionais dos escalões mais jovens (Infantis e Benjamins).


11/01/2015

Marítimo B, 2 - Nacional B, 1

Ao vencer o Nacional por 2-1 (resultado feito até ao intervalo), o Marítimo pode ser campeão do seu grupo já no próximo jogo, se vencer, não dependendo de mais nenhum resultado até ao final do torneio. Basta mais uma vitória, num dos dois jogos restantes (na R.Brava contra o Mónaco e em casa, contra o Andorinha B).

Golos de João Pereira e Salvador feitos muito cedo num jogo que teve duas partes distintas: a primeira em que o jogo teve um único sentido onde o Nacional pouco mais fez que uma jogada que deu o seu único golo.

Na segunda parte o jogo equilibrou-se e descaracterizou-se, ao ritmo das substituições. Mas, quanto ao resultado, nada mais se alterou, tendo pertencido ao Nacional a jogada mais perigosa na sequencia de um contra ataque que apenas existiu porque um lançamento lateral junto à linha de fundo acabou realizado 15 metros à frente, com a permissão do árbitro, apesar do fiscal de linha estar de bandeira bem levantada a anotar a irregularidade.

[Vídeo]   [Resumo]  NOVO

10/01/2015

Marítimo-Nacional (iniciados B)

Amanhã, Domingo, dia 11 pelas 11h em Santo António. Para a decisão do grupo onde estão inseridos. Ambos têm 2 vitórias e um empate (2-2 na Choupana).

O empate poderá ser suficiente para os da casa. Mas, face ao que sucedeu nos juvenis, um empate só é empate quando o árbitro dá o apito final e, até aí, um golo muda tudo. Mas tudo mesmo.

04/01/2015

Andorinha B, 0 - Marítimo B, 9

Vitória quanto baste num jogo de um só sentido, sem prejuizo do Andorinha ter mostrado empenho e raça na procura do melhor resultado possível. E terá sido o seu guarda redes o garante dos golos do Marítimo não terem chegado ao dois dígitos.

Marcaram: Chico e Francisco Vieira, tendo Salvador Fernandez e Henrique Araújo bisado com João Pereira a completar um hattrick.

[Vídeo]  [Resumo]